Goiás – Goiás

IndiaGoiás, Cidade de Goiás ou Goiás Velho recebeu os primeiros bandeirantes no século XVIII. Os bandeirantes paulistas procuravam ouro. E, por isso, fundaram um dos primeiros arraiais do Brasil: o Arraial de Sant'Ana, fundado em 1722. Mais de dez anos depois, a Coroa portuguesa decidiu criar a cidade de Vila Boa de Goiás.

A cidade tornaria-se a sede da Capitania de Minas de Goiás. O nome Goiás é uma homenagem aos antigos habitantes dessas terras, o índios Goiá. O Arraial de Sant'Ana foi fundado pelo bandeirante Bartolomeu Bueno, o Anhanguera. Goiás era a capital do estado de mesmo nome; porém, em 1930, a capital foi transferida para Goiânia. A maior parte de suas construções é preservada pelo Patrimônio Histórico.

Goiás Velho possui diversos monumentos como: palácios, igrejas, até casas, como é o caso da poetisa Cora Coralina. A moradia foi construída em meados do século XVIII e apresenta características da arte barroca, arte essa que predominava nos tempos do Brasil Colônia. As famosas construções como a Igreja de Santa Bárbara e a Matriz de Santana, o Museu da Arte Sacra e a cidade são tão protegidas, que lá não existe fiação de postes, é tudo subterrâneo.

Pirenópolis – Goiás

O nome da cidade foi dado em homenagem a uma serra que a circunda. Ela foi fundada em 1727, por Manoel Rodrigues Tomas, que chegou à região centro-oeste em busca de jazidas de ouro. Seu nome oficial foi dado em 1890 e foi tombada em 1988. Recebeu vários apelidos como “Capital da Prata” ou “Parisnópolis”.

As ruas da cidade ainda guardam vestígios de sua história. Existem praças cercadas por um belíssimo verde. Há, também, montanhas, cachoeiras, lugares para se praticar o ecoturismo, a Serra dos Pirineus e muitas outras atrações.

A cidade é marcada pelo turismo, pelo artesanato e pela “Pedra-de-Pirenópolis” (usada na construção civil) que em conjunto contribuem para o avanço da economia. Alguns monumentos históricos estão:

Museu da Família Pompeu – construído por Joaquim Alves de Oliveira, no século XIX, já foi sede do primeiro jornal de Goiás e hoje é um museu histórico da cidade.

Teatro de Pirenópolis – em sua decoração, existem desenhos e estruturas do século de sua construção (séc. XIX), além de depósitos e camarins.

Cuiabá - Mato Grosso

Fundada em 1719 por bandeirantes paulistas, a cidade era conhecida anteriormente por "Forquilha" e "Vila Real do Senhor Bom Jesus de Cuiabá". Cuiabá é uma cidade histórica cercada de prédios e casas antigas.

Nas proximidades da região norte e fazendo divisa com a tão conhecida Chapada dos Guimarães, a cidade é muito badalada à noite, com danceterias, boates, praças, shoppings, etc., e sua gastronomia é variada.

Presenciam-se os vestígios antigos nos calçadões centenários, grutas e cavernas e também, até o município da Chapada dos Guimarães. São os principais pontos turísticos da cidade:

→Portão do Inferno;

→Cachoeirinha;

→Véu de Noiva;

→Casa das Pedras;

→Pousada Penhasco;

→Mirante;

Dentre algumas construções históricas, temos:

  • Igreja Nossa Senhora do Bom Despacho - Localizada no centro da cidade, a igreja foi inaugurada em 1919. Ela também é chamada de Notre Dame cuiabana, por lembrar e ter adaptado a arquitetura utilizada na construção da igreja de Notre Dame, em Paris.
  • Palácio da Instrução - Contruído no século XIX e adepto do estilo neoclassicista, era local de dois colégios, naquela época, e agora é sede do Museu de História Natural e Antropologia, da Biblioteca Pública e da Secretaria Estadual de Cultura.
  • Boa Morte - É uma área tombada que se destaca pelas construções antigas, como a Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte e da Casa dos Frades Franciscanos, entre outros.

A capital mato-grossensse repleta de sabores turísticos, recebe visitantes o ano inteiro. Pois, além das riquezas inestimáveis na área turística e cultural dispoe de ótimos e confortaveis hoteis em Cuiabá.

Topo